Friday, May 25, 2018

Quadras populares ...

Numa das viagens que
 fiz pela Serra da Estrela
...
fui até à Covilhã 
e por acaso encontrei
 estes azulejos com quadras
que terão muito "a dizer"!!!








Tuesday, May 22, 2018

POESIA em ROSAS!!!

https://poesiesenportugais.blogspot.pt/2018/05/machado-de-assis-as-rosas-les-roses.html

Foi neste blog que li
este belíssimo poema
ao qual adicionei
as ROSAS cá de casa!!!




AS ROSAS

Rosas que desabrochais,
Como os primeiros amores,
Aos suaves resplendores
Matinais;

Em vão ostentais, em vão,
A vossa graça suprema;
De pouco vale; é o diadema
Da ilusão.




Em vão encheis de aroma
 o ar da tarde;
Em vão abris o seio
 húmido e fresco
Do sol nascente 
aos beijos amorosos;
Em vão ornais 
a fronte à meiga virgem;
Em vão, 
como penhor de puro afecto,
Como um elo das almas,
Passais do seio 
amante ao seio amante;




Lá bate 
a hora infausta
Em que é força morrer;
 as folhas lindas
Perdem o viço 
da manhã primeira,
As graças e o perfume.


Rosas que sois então?
 – Restos perdidos,
Folhas mortas
 que o tempo esquece, 
e espalha
Brisa do inverno 
ou mão indiferente.




Tal é o vosso destino,
Ó filhas da natureza;
Em que vos 
pese à beleza,
Pereceis;

Mas, não ... 
Se a mão de um poeta
Vos cultiva agora, ó rosas,
Mais vivas, mais jubilosas,
Floresceis.


Machado de Assis, in 'Crisálidas'
, in 'Crisálidas'

Sunday, May 20, 2018

Um excerto de AMOR!!!

Esta é uma homenagem 
aos meus pais
cujas SAUDADES sendo muitas
fazem de nós uma 
família AGRADECIDA
pelos momentos que juntos 
PARTILHÁMOS!!!



 Leia comigo:

"Acabavam de festejar as bodas de ouro 
e não sabiam viver, nem um momento,
um sem o outro, 
nem sem pensarem um no outro, 
e cada vez o sabiam menos...
 à medida que se agravava a velhice.

Nem ele nem ela podiam dizer
 se essa dependência recíproca se fundia
 no amor ou na comodidade, 
mas nunca se tinham interrogado 
com a mão sobre o coração,
porque, desde sempre, 
ambos preferiam ignorar a resposta.

Ela tinha descoberto, 
a pouco e pouco, 
a incerteza dos passos do marido,
as suas mudanças de humor,
 os seus lapsos de memória,
o hábito recente de soluçar a dormir,
 mas não interpretou como sinais inequívocos,
de oxidação final, 
mas sim como um regresso feliz à infância.

Por isso,
 não o tratava como a um velho difícil,
 mas como a um menino senil, 
e esse engano foi providencial para os dois, 
porque os salvou da compaixão.
...
Mas se alguma coisa
 tinham aprendido juntos
...era que...
a sabedoria só nos chega
 quando já não nos serve para nada.
...
cada novo dia era mais um dia que se ganhava!"

O Amor nos Tempos de Cólera
Gabriel García Márquez



Meus pais aprenderam juntos
...que mesmo na velhice...
o amor é lindoooooooooooo!

Hoje faleceu uma linda
e GUERREIRA MULHER
que nos seus 99 anos
ainda se ATREVIA a VIVER!!!

A nossa RAQUEL
a avó paterna do meu sobrinho
aqui ... junto ao meu filho
há 15 dias atrás:


Dói muito ver partir
quem se quer MUI BEM!!!
Que estejas em paz
 RAQUELINHA!!!

Wednesday, May 16, 2018

Assente-se ... aprecie ... imagine ...

A cadeira é boa 
quando cumpre o seu propósito!

Nas fotografias que se seguem
cada um pode escolher o assento
...
dependendo do seu intento
do tempo … do sentimento!

Algumas mais 
convidativas que outras

… o que importa é … 
de como me deixo envolver
no momento em que fotografo!

Aprecie …
imagine
 e assente-se
desfrutando
 apenas O MOMENTO!!!

  aldeia de xisto

 Porto

 Óbidos

 Lisboa

 Oiã da Ribeira

 Lisboa

 Braga

 Santo Tirso

 Praia algarvia

Porto (Foz)

Saturday, May 12, 2018

Uma forma de ARTE!!!

A escultura é uma importante 
expressão da cultura de um povo!

Além do seu 
grande mérito artístico
está ligada a uma série
 de valores da sociedade.

A vida
a obra
a religião
a política
a educação
a ciência
a decoração
de um espaço ou de um edifício
são fortes motivos 
para a materialização desta arte!

Em Portugal
são visíveis esculturas 
que mostram a grandiosidade 
do nosso povo ... dos seus costumes
 e tradições e para isso
 basta um olhar
atento e uma máquina 
que registe esse encontro
em jeito de homenagem!!!





























Émile Zola disse:

Uma OBRA de ARTE
é um ângulo visto através de
um TEMPERAMENTO!!!