Friday, February 21, 2014

Diferente

Ao olhar para esta foto...tirada pela minha irmã...
lembrei-me do lema:
Todos diferentes mas...todos iguais!
Daí o pensamento de Florbela Espanca:

A vida é sempre a mesma para todos:
rede de ilusões e desenganos.
O quadro é único…
 a moldura é que é diferente!


Florbela Espanca foi uma poetisa portuguesa
que nasceu em Vila Viçosa e morreu em Matosinhos!
Um curta vida (36 anos)...tumultuosa...inquieta...
cheia de sofrimentos íntimos!!!

5 comments:

  1. Os versos que te fiz
    Florbela Espanca

    Deixa dizer-te os lindos versos raros
    Que a minha boca tem para dizer!
    São talhados em mármore Paros
    Cinzelados por mim pra te oferecer!

    Têm dolência de veludos caros,
    São como sedas pálidas a arder...
    Deixa dizer-te os lindos versos raros
    Que foram feitos pra te endoidecer!

    Mas, meu Amor, eu não tos digo ainda.
    Que a boca da mulher é sempre linda
    Se dentro guarda um verso que não fiz!

    Amo-te tanto! E nunca te beijei...
    E nesse beijo, Amor, que eu te não dei
    Guardo os versos mais lindos que te fiz!

    É muito lindo,gosto muito ela.
    Bjs

    ReplyDelete
  2. Deep and meaningful. It makes the readers to think...

    ReplyDelete
  3. Boa tarde querida, adorei seu post!
    Tenha um lindo final de semana, repleto de bençãos de Deus!
    beijinhos

    ReplyDelete
  4. Tenha um fim de semana para você!
    Beijos do Brasil...

    ReplyDelete
  5. Desconhecia esse pensamento de Florbela e que enquadra perfeitamente a foto.

    Realmente, a escritora foi uma pessoa muito atormentada para infelicidade dela...e de quem a rodeava

    Abraço grande

    ReplyDelete